segunda-feira, setembro 13, 2010

Aluno da Escola Estadual premiado em edição de livro.


Aluno da Escola Estadual premiado em edição de livro.




Os alunos das Escolas públicas a nível nacional desenvolveram várias atividades, a partir da leitura da obra “Nos Bastidores do Cotidiano”, concluídas com a elaboração de um texto (crônica). A primeira seleção foi efetuada pelos professores nas escolas para concorrer ao prêmio de participar da edição de um livro do grande escritor e idealizador do projeto “Ler é bom, experimente!”: Laé de Sousa.

O Aluno da Escola estadual do 1º ano - Antônio Sérgio Marques da Comunidade de Cajueirinho - foi um dos selecionados com uma crônica no livro: As 50 melhores crônicas do Ler é bom, experimente! As 50 melhores crônicas foram selecionadas pelos alunos do Curso de Letras da UNICID, Universidade Cidade de São Paulo.

Confira a crônica vencedora abaixo:





O estranho encontro de Jesus com Maluco Beleza, no velório

Autor: Antonio Sérgio Marques

Professora: Maria Helena Muniz Rocha

EEM São Francisco da Cruz





Era uma noite normal e serena, Ciro cochilava tranquilamente, no velho sofá, e dona Marieta não tirava os olhos da TV. Ela asssistia a sua novela, quando de repente o telefone toca. Dona Marieta, de olhos pregados na televisão, dá um empurrão no filho, que acorda assustado como quem tivera pesadelo. Ainda meio confuso e com sono, olha para a mãe, que fala zangada:

- Ô Ciro, atende logo este telefone, que eu não consigo assistir a minha novela com este barulho!

- Maluco Beleza' correu para atender ao telefone, pois sabia que, quando a mãe lhe chama pelo nome e não pelo apelido, é porque a coisa é séria mesmo.

- Aí mãe é pra você!

- Quem é? - Pergunta Dona Marieta.

- É o 'Cabo de Vassoura', aquela sua amiga.

- Dona Marieta olha o filho com quem não gostou do jeito que ele apelidou a amiga. Pega o telefone e logo reconhece, pela voz da amiga, que algo muito ruim aconteceu.

- Dona Julieta chorava desesperada, coitada. Também, não era pra menos. Ligou para avisar da morte de seu filho mais novo em um acidente de carro.

O 'Maluco Beleza' não gostava muito de velórios, mas foi até lá arrastado pela mãe até a casa de Dona Julieta. O ambiente é de tristeza total, com choro para tudo quanto é lado.

Dona Marieta consola a amiga, enquanto 'Maluco Beleza' tenta controlar, mas não consegue olhar para alguém, sem lhe por um apelido.

Era “Chorão”, “Desesperado 74”, “Kiki falso 17”, “Tiririca”, “Zé do Caixão” e sempre retornava o olhar para um homem estranho de cabelos e barba grande, que vestia uma roupa esquisita e já tinha sido apelidado pelo 'Maluco Beleza' de “Cabeludo da Moda Antiga”.

O homem, irritado com aquelas olhadas de 'Maluco Beleza', vai até ele com o olhar de quem leu o pensamento e não gostou.

Vendo a cara de assustado de 'Maluco Beleza' o homem olha para ele e fala com sinceridade:

- Não se assuste, sou Jesus e já voltei! Estou de volta para levar os puros e dizimar os pecadores. Como 'Maluco Beleza' não acredita, desafia Jesus:- Se tu és Jesus, então ressuscita o “Esqueleto arrebentado” aí e me coloca no lugar dele, “Cabeludo a Moda Antiga”.

- Jesus sabia que 'Maluco Beleza' estava brincando, mas vendo sua falta de fé, resolveu realizar o seu pedido. Para surpresa de todos com um piscar de olhos, Jesus colocou 'Maluco Beleza' no lugar do morto que, no mesmo instante, saiu andando entre os vivos.

- Jesus, então avisou a todos que se preparassem para o fim do mundo, que já estava bem próximo e, em seguida partiu para o Céu, onde encontrou 'Maluco Beleza' que se ajoelhou, rapidamente, aos pés implorando:

- Não me mate, não me mate, por favor não me mate!



Publicado por Biblioteca Pública Municipal Dra. Maria Inês de Farias às 14:20

Nenhum comentário: