sábado, outubro 23, 2010

Lula...,...Dilma

 

 

 Lula volta a disparar contra Serra por conta de episódio no Rio


22/10/2010
A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, e o presidente Lula fazem campanha em Uberlândia (MG). Foto: Roberto Stuckert Filho/Divulgação A candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, e o presidente Lula fazem campanha em Uberlândia (MG)
Foto: Roberto Stuckert Filho/Divulgação


 
Direto de Uberlândia
Ao lado de Dilma Rousseff, sua candidata escolhida para disputar a presidência da República, Dilma Rousseff, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não poupou o candidato do PSDB, José Serra, na noite desta sexta-feira (22) em um comício na cidade mineira de Uberlândia.
Ao se referir ao episódio da última quarta-feira (20), quando Serra foi atingido na cabeça por objetos em caminhada no calçadão de Campo Grande, no Rio de Janeiro, Lula afirmou que a turma de Dilma é pacífica. "É uma vergonha a farsa que tentaram jogar na cabeça do povo. Tem muita gente que morre e não consegue fazer uma ultrassonografia... meia hora depois, ele (Serra) descobriu que bateu a bolinha, aí ele recebeu um telefonema, deu dor de cabeça nele e disse que foi agressão da turma da Dilma. A turma da Dilma é a turma da paz, que trabalha, paga imposto de renda e sustenta esse País", disse Lula.
Fazendo uma comparação entre os seus oito anos de mandato e os oito anos da gestão anterior de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Lula disse que não se pode jogar fora o que foi conquistado, por "um bando de mentiras que tentaram inventar", e pediu para "disputar uma eleição que tenha a grandeza que eu tive em 1989, em 1994 e em 1998 quando perdi, sem fazer maracutaia, para acusar qualquer adversário".
Dilma ataca
Mesmo com a voz rouca e aparentando cansaço, Dilma também disparou contra seu adversário nas eleições do próximo dia 31. Ela disse que o que está em jogo nas urnas é a escolha da população brasileira entre "um Brasil que cresce e que desenvolve e outro que desce serra abaixo. Eu represento a continuidade do governo Lula. Meu adversário tem pele de cordeiro e diz que é ele quem representa, mas temos que lembrar que ele passou os últimos oito anos, ele e o partido dele, fazendo a oposição mais ferrenha contra nós".
A presidenciável do PT falou em tom de despedida, agradecendo o apoio que recebeu de políticos mineiros durante a sua campanha e também a expressiva votação obtida na região do Triângulo Mineiro, onde fica o município de Uberlândia. Segundo a polícia, cerca de 8 mil pessoas participaram do comício.

Nenhum comentário: