quarta-feira, outubro 20, 2010

Mistério em violência contra ovinos

Mistério em violência contra ovinos

Clique para Ampliar
Por causas ainda desconhecidas, os ovinos são mortos e têm os olhos arrancados. Há casos do animal ainda vivo, mas sem os globos oculares 
FOTO: DIVULGAÇÃO
20/10/2010 
Pecuaristas da Zona Norte estão tendo perdas no rebanho de ovelhas, mas não sabem a causa do prejuízo no plantel
Sobral. Um fato inusitado registrado pelos moradores da cidade de Cruz, na região Norte do Estado, vem intrigando muita gente, principalmente os agropecuaristas que foram pegos de surpresa com animais dentro de suas propriedades com os olhos arrancados. Segundo relatos desses moradores, um dos criadores chegou a encontrar, de uma só vez, 15 animais atacados, alguns já mortos e outros agonizando, todos com os olhos arrancados.

"Quando o dia amanheceu, encontrei de uma só vez 15 atacadas, das 16 ovelhas que eu criava. Algumas delas mortas dentro da lagoa que fica na minha propriedade. Um único rastro de animal visto no local foi de um cachorro", contou David Geraldo de Vasconcelos, que criava os animais em um curral, numa área de 300 metros quadrados. "Na mesma região, outros animais também foram atacados", acrescentou ele. O prejuízo, segundo ele, é em torno de R$ 1.200,00.

Segundo relato de outros moradores da região, até o momento, não se sabe a causa do problema. Os criadores que sofreram perdas no plantel ainda não procuraram a Polícia e nem o sindicato rural para comunicar o fato. Há relatos de ocorrência desse fenômeno na zona rural de Jenipapeiro, Correguinho e, também, Espinho.

De acordo com o professor e radialista Cleyton Albuquerque, que chegou a ver um desses animais atacados, a cena chama bastante atenção. "Acredito que não seja ataque de outro animal selvagem, porque não existe marca de luta entre ambos. Se for ação do homem, é muita maldade", disse. Entre as ovelhas atacadas, uma delas ainda sobrevive. O assunto virou tema principal em roda de conversas na região.

Por toda cidade, há sempre pessoas contando história e demonstrando estarem curiosas com o fato. "Acho que isso é coisa do outro mundo. O homem sozinho não tem condições de fazer isso. O cachorro, quando ataca uma ovelha, costuma morder no pescoço para chupar o sangue", comentou o agricultor Manoel Messias Vasconcelos, que também já teve animais atacados.

Um dos últimos casos aconteceu no sábado, dia 16, na propriedade do agricultor Lúcio Ezequiel. Ele conta que, ao chegar em sua propriedade, se deparou com quatro ovelhas com os olhos arrancados.

De acordo com o Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica (CSPU), há registro de fato dessa natureza em vários municípios da região. Um deles registrado na cidade de Sobral, em 1999, aconteceu na localidade de Boqueirão. "Naquela ocasião, os pecuaristas foram surpreendidos com dezenas de animais mortos, com corte profundo no pescoço", disse o presidente do CSPU, Jacinto Pereira.

Outros fenômenos ainda em investigação aconteceram, segundo o CSPU, em Viçosa do Ceará e em outros municípios nos arredores de Sobral.

Prejuízo
"Quando o dia amanheceu, encontrei, de uma só vez, 15 ovelhas atacadas, das 16 que criava"

Nenhum comentário: