segunda-feira, novembro 01, 2010

Dilma Presidente. (ótimo)

A façanha de Dilma Roussef, a primeira mulher eleita presidente no Brasil

Ex-ministra passa a ocupar espaço numa galeria de mulheres únicas na política mundia


A mineira Dilma Vana Rousseff, 62 anos, é desde a noite de domingo a primeira mulher brasileira a conseguir uma façanha com alcance mundial. A primeira presidente eleita do país, com 56% dos votos, assegura, já a partir da consagração pelos brasileiros, lugar numa galeria de mulheres únicas da política internacional.

Pode se perfilar ao lado das primeiras-ministras Indira Gandhi, da Índia, Golda Meir, de Israel, Margareth Tatcher, da Inglaterra e Angela Merckel (eleita em 2005 e ainda no poder). Além das presidentes da Argentina, Cristina Kirchner, e do Chile, Michelle Bachelet. Todas foram pioneiras, superaram barreiras monumentais até chegar ao poder sempre dominado pelos homens. Dilma, a pioneira brasileira, também enfrentou dramas pessoais e políticos que testam resistências e acabam por contrariar o que parece improvável.

Enfrentou o tucano José Serra em dois turnos exaustivos. Venceu desconfianças e ataques nem sempre leais numa das mais tensas campanhas eleitorais. Mas construiu sua história muitas décadas antes de cogitar uma candidatura ao Planalto.

Seu triunfo é uma vitória pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que escolheu uma técnica novata em eleições para sucedê-lo, à revelia de seu partido, o PT. Dilma teve 10 milhões de votos a mais que Serra no Nordeste. Também venceu no Sudeste, graças a votações maciças no Rio e em Minas - Estado de Aécio Neves, que emerge das urnas como principal líder da oposição ao governo.

Se, por um lado, Lula conseguiu transferir parte de sua aprovação recorde de 83% para sua candidata, por outro a oposição obteve lastro para se contrapor ao poder central: PSDB e DEM governarão pelo menos 52,5% dos eleitores brasileiros.

Dilma será a 40ª pessoa a ocupar a Presidência. Sua vitória tem outras características inéditas: será a primeira vez em 84 anos em que haverá um ciclo de três presidentes do mesmo grupo eleitos diretamente.

Eleita por uma coalizão de 10 partidos, Dilma terá o desafio de exercitar o diálogo, em contraposição ao cargo técnico que sempre teve.

Ao chegar ao poder sem nunca ter disputado eleições, terá de esclarecer aspectos nebulosos de sua vida, como sua participação na resistência à ditadura militar (1964 - 1985). Também não está claro qual programa de governo vai implementar. Em seu primeiro discurso como presidente eleita, Dilma disse que seu principal compromisso é erradicar a miséria.

— Ressalto, entretanto, que essa ambiciosa meta não será realizada apenas pela vontade do governo. Essa meta é um chamado à nação. É preciso o apoio de todoss para superar esse abismo que nos separa de ser uma nação desenvolvida — disse no domingo a ex-ministra em hotel na capital federal, onde se concentravam petistas e aliados, como o vice Michel Temer (PMDB).

O primeiro discurso

Confira alguns trechos do primeiro discurso de Dilma Rousseff, no auditório do hotel Naoum Plaza, em Brasília.

Compromissos

Zelarei pela mais ampla e irrestrita liberdade de imprensa, pela mais ampla liberdade religiosa e de culto, pela observação criteriosa e permanente dos direitos humanos tão claramente consagrados em nossa Constituição.

Miséria

Não podemos descansar enquanto houver brasileiros com fome, enquanto houver famílias morando nas ruas, enquanto crianças pobres estiverem abandonadas à própria sorte.

Economia

O povo brasileiro não aceita que governos gastem acima do que seja sustentável. Por isso, faremos todos os esforços pela melhoria da qualidade do gasto público, pela simplificação e atenuação da tributação e pela qualificação dos serviços públicos.

Oposição
Dirijo-me também aos partidos de oposição e aos setores da sociedade que não estiveram conosco nesta caminhada. Estendo minha mão a eles. Corrupção

Não haverá compromisso com o erro, o desvio e o malfeito. Serei rígida na defesa do interesse público em todos os níveis. Os órgãos de controle e de fiscalização trabalharão com meu respaldo, sem jamais perseguir adversários ou proteger amigos.

Lula

Agradeço muito especialmente ao presidente Lula. Ter a honra de seu apoio, ter o privilégio de sua convivência, aprendido com sua imensa sabedoria, são coisas que se guarda para a vida toda.

Nenhum comentário: