terça-feira, novembro 09, 2010

Energia do futuro.

Ceará atrai investimentos em energia solar




Foto : SXC
Estado ganhará fábrica de produção de placas fotovoltaicas e a primeira usina solar comercial do País

O clima privilegiado do Ceará tem atraído investimentos em energia solar para a região. A primeira fábrica de produção de placas fotovoltaicas da América do Sul, a Esbra (Energia Solar Brasileira), e a primeira usina solar comercial do País serão instaladas em cidades do interior do Estado no próximo ano.

O projeto da Esbra, que ficou parado por quatro meses aguardando uma licença, ganhou, recentemente, uma autorização prévia para que seu financiamento fosse liberado e as obras de terraplenagem da área pudessem ser iniciadas, na cidade de Horizonte.

Fernando Pessoa, diretor da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará para Energias Renováveis (Adece), explica que a iniciativa é privada, mas o governo do estado do Ceará e as prefeituras municipais apoiam a construção da indústria por meio da doação do terreno, de incentivos fiscais e da qualificação da mão de obra local.

O empreendimento receberá investimento total de aproximadamente R$ 73 milhões oriundos de capital privado e financiamentos. Inicialmente serão aplicados R$ 25 milhões, dos quais R$ 16 milhões são provenientes de um financiamento do Banco do Nordeste. Responsáveis pelo projeto são as consultorias Bolsinhas e Campos e Pentagonal, a Prefeitura de Horizonte, o Sebrae-CE , a Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece) e a Fundação USP.

Etapas

Na primeira fase, a Esbra fabricará apenas painéis fotovoltaicos, cujos componentes serão importados dos Estados Unidos e da Alemanha.

As células fotovoltaicas, utilizadas na fabricação dos paineis, começarão a ser produzidas na segunda fase. Em um terceiro momento, a extração do silício para a fabricação de um outro componente usado na produção das células também passará a ser realizada na unidade.

"A ideia é verticalizar e nacionalizar toda a cadeia de produção de energia solar no Ceará", explica o diretor da Pentagonal Consultoria e Investimentos, Aécio Gonçalves, responsável pela elaboração do projeto financeiro da Esbra.

Usina Solar

A alta incidência solar e um dos menores índices de nebulosidade e precipitação chuvosa do mundo motivaram a MPX, empresa de energia do Grupo EBX (do empresário Eike Batista), a escolher a cidade de Tauá, no interior do Ceará, para instalar a primeira usina solar comercial do País.

De acordo com Pessoa, os equipamentos serão inicialmente importados, mas a expectativa é que eles sejam produzidos no próprio Estado num segundo momento. Na primeira fase, a usina será capaz de gerar 1 MW de energia elétrica a partir da energia solar, quantidade capaz de abastecer cerca de mil residências. A previsão é que a capacidade seja ampliada para 50 MW até 2012.

Embora a energia solar tenha um custo significativamente maior do que a fonte tradicional, o diretor da Adece afirma que a energia não custará mais ao consumidor final. O governo do Estado criou, em 2009, um Fundo de Incentivo à Energia Solar do Ceará (Fies) para subsidiar os preços e incentivar a adoção desse tipo de energia limpa.

Tanto a fábrica quanto a usina devem entrar em funcionamento no próximo ano.

Karen de Freitas – Site Brasil Alemanha News

 

Nenhum comentário: