terça-feira, dezembro 20, 2011

Caiçara, Preá e todos na zona Rural pedem ajuda para ploblemas de mais de duas decádas...


P2020016
A Praia do Preá fica situada no Distrito de Caiçara, distante 36 Km da sede do município de Cruz e 300 Km de Fortaleza. A praia é conhecida pelas suas belezas naturais, com destaque para as lagoas do seu entorno com por exemplo, Lagoa da Formosa, Lagoa de João Francisco, Lagoa dos Monteiros e Lagoa de Jijoca - a maior do Ceará. As dunas de areias movediças e as matas ciliares complementam a beleza que encantou Iracema, A Virgem dos Lábios de Mel. Mas, com todos estes encantos, há também seus desencantamentos.
1º) A estrada de acesso à Praia do Preá são dez quilômetros de piçarra cujo trajeto é feito com muitas dificuldades. A poeira e trepidação no verão contrastam com água e lama durante a quadra invernosa. Os ônibus que levam turistas para Jericoacoara são obrigados a irem até Jijoca de Jericoacoara, onde os passageiros são transferidos para jardineiras ou caminhonetes aumento o percurso em 10 km.
2º) O povoado da Praia do Preá tem uma população de cera de 4.000 hab., com mais de 100 ruas e avenidas, mas todas sem denominação. As dificuldades para localizar uma residência ou comércio é motivo de muitas reclamações por parte das pessoas que fazem a entrega de correspondências, mercadorias, cobradores e até das empresas de prestação de serviços como a COELCE que, na maioria das vezes, não conseguem localizar o destinatário, haja vista que muitas famílias são recém-chegadas na comunidade e não são conhecidas dos vizinhos.
3º) O abastecimento d’água da comunidade é feito através da Associação Comunitária que foi projetado para atender a 200 famílias. Hoje, são mais de 800 ligações. É muito frequente a falta de água nas torneiras, principalmente nas horas mais quente do dia e nos finais de semana e feriados, quando o consumo de água aumenta com a demanda.
4º) Muitas ruas não tem sistema de iluminação pública, pois faltam as luminárias que nunca foram instaladas, mas a taxa de iluminação é cobrada nas contas de luz dos consumidores residenciais e comerciais. Algumas luminárias foram compradas pelos consumidores para que fossem instaladas. Várias lâmpadas estão apagadas e o problema aumenta com a chegada dos fortes ventos do verão que queima as lâmpadas ou arrebenta a fiação, embora o serviço de manutenção esteja sempre presente na comunidade e a falta de energia não mais aconteceu.
5º) A coleta de lixo é feita apenas nas principais ruas e há muitos terrenos baldios cobertos pelo lixo. Os depósitos de coleta de lixo são virados pelos animais que saem a procura de comida espalhando o lixo pelas ruas com a ajuda dos fortes ventos. Quem mais sofre com o lixo é a comunidade de Cavalo Bravo para onde vai todo o lixo de Preá e Vila de Caiçara.
6º) O calçamento que foi feito na rua principal, em uma extensão de 1.500m, já está desmanchando em vários trechos e coberto de areia. Com a passagem intensa de veículos a poeira invade as residências, motivo de reclamações das donas de casas que tem seus móveis e eletrodomésticos danificados pela poeira.
7º) O atendimento médico – odontológico no PSF da comunidade é precário e a presença destes profissionais é uma raridade. O serviço de enfermagem é feito por profissionais de muita competência e profissionalismo, mas não é capaz de atender a toda a demanda do posto.
8º) Uma equipe de policiais da PMTUR faz a segurança na comunidade embora não tenha intimidado os atos de vandalismos e pequemos roubos e furtos, que ainda são praticados, mas a população já se sente mais segura, pois elementos de alta periculosidade já foram tirados do meio da sociedade.
9º) Os telefones públicos, que foram instalados na comunidade, é um problema para quem precisa fazer ligação de um orelhão, pois dificilmente irá encontrar um que funcione a contento, entre os mais de dez que foram instalados na comunidade. Os atos de vandalismo são responsáveis pela danificação de muitos aparelhos. O Sinal para celular é muito precário e dificilmente se consegue completar uma ligação.
10º) A exploração sexual, as drogas, o vandalismo e a falda de compromisso com a educação, por parte de muitos jovens, tem sido os fatores que mais vem causando preocupação e desgosto para muitos chefes de família na Praia do Preá, motivos geradores de um grave problema social, que também preocupa as autoridades.
Dr. Lima

Nenhum comentário: