quinta-feira, maio 03, 2012

Ceará tem R$ 426,5 milhões para ações contra a seca



03.05.2012

Clique para Ampliar
Secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, governador Cid Gomes e ministro da Integração, Fernando Bezerra, no lançamento do comitê
FOTO: KELLY FREITAS
Clique para Ampliar
Os trabalhadores rurais dizem que o movimento é pacífico, mas só deixam a Prefeitura quando a pauta de reivindicações for atendida. Município estima que mais de 90% da safra está perdida
FOTO: JÚNIOR SÁ
Cid Gomes chamou a atenção para que o dinheiro destinado ao combate à seca seja aplicado corretamente
Fortaleza Durante o lançamento do Comitê Integrado de Combate à Estiagem no Ceará, na manhã de ontem, no auditório do Comando do Corpo de Bombeiros, o governador Cid Gomes anunciou o investimento de R$ 426,5 milhões em projetos emergenciais que estão sendo executados para amenizar os efeitos ocasionados pela seca no Estado. Deste valor, R$ 199,9 milhões são provenientes do Ministério da Integração Nacional.

Para beneficiar os agricultores cearenses, são 563 sistemas de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais), 365 projetos com recursos do Fundo Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Fedaf), cinco mil kits de irrigação com quintais produtivos, 7.200 cisternas de enxurradas, 47.100 cisternas de placas, 14.228 cisternas de polietileno e 1.500 sistemas de abastecimento d´água.

Cid Gomes destacou que o comitê será importante para integrar os governos municipal, estadual e federal no que diz respeito a ações emergenciais "transparentes, econômicas e sérias" de combate à seca. "Vamos evitar desvios dos recursos e fazer com que o dinheiro seja aplicado da melhor forma e o mais rápido possível. É preciso dar transparência a toda e qualquer ação de combate à seca", afirmou.

Garantia Safra
Segundo o secretário estadual do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, a expectativa é de que 239.982 agricultores recebam a primeira parcela do Garantia Safra em junho. Ao todo, são cinco de R$ 136. Os produtores que não são inscritos neste programa do Governo Federal devem receber o Bolsa Estiagem, em cinco parcelas de R$ 80. Para isso, precisam morar em área rural e também ser beneficiários do Bolsa Família.

O atual volume de armazenamento de água no Ceará, conforme dados apresentados por Cid Gomes, é de 69% da capacidade. Apenas as regiões de Crateús e Curu estão com volumes abaixo de 50%. Mesmo assim, o governador destacou que a situação não é preocupante. "Temos água suficiente para consumo humano e irrigação", falou.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, lembrou que 2012 enfrenta uma das mais severas estiagens dos últimos 40 anos, mas que o Governo Federal vem trabalhando para que o Nordeste continue crescendo acima da média nacional. "Que a gente possa ultrapassar cada seca com menos sacrifício, e poder dizer que fizemos o possível e o impossível por aqueles que vivem no semiárido", disse.

O comitê será coordenado pela secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), e terá representantes dos Ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à fome e das Minas e Energia, além do Exército Brasileiro. Pelo Governo do Ceará, participarão as secretarias de Recursos Hídricos, Cidades, Trabalho e Desenvolvimento Social, as vinculadas à de Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), Ematerce e Defesa Civil Estadual, além da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Ematerce) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará (Faec).

Mais informações
Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará
Telefone: (85) 3101.8002
Defesa Civil
Telefone: (85) 3101.4571/199

Nenhum comentário: