domingo, fevereiro 24, 2013

AUDIENCIA PUBLICA EM CRUZ QUESTIONA RESTOS A PAGAR



clip_image002

Cruz. Quarta feira, 20, houve uma Audiência Publica na cidade de Cruz, promovida pelo Ministério Público representado pelo Promotor Publico Respondendo Dr. Irapuan da Silva Dionizio Junior com o objetivo de esclarecer a população do município sobre débitos e restos a pagar deixados pela administração pública passada e que vem causando grande repercussão entre os funcionários que ficaram sem receber o salario referente ao mês de dezembro de 2012.
Auditório Cônego Valdery da Rocha
O Auditório do Centro Administrativo Conego Manoel Valdery da Rocha, local do evento, recebeu mais de 300 pessoas, sendo curiosos, funcionários públicos, lideranças politicas, representantes da sociedade civil organizada, vereadores, secretários municipais, advogados, ex-prefeito e pessoas interessadas.
A audiência Pública teve iniciou às 14h30min e foi transmitida pela radio local com som e imagem via internet, dando oportunidade para que houvesse maior publicidade do evento.
A Audiência Publica teve como objetivo tornar publica a situação financeira do município de Cruz apresentando as receitas e despesas relativas ao exercício de 2012.
clip_image004
Promotor Irapuan Silva
Os vereadores da oposição comparecem ao plenário, mas não fizeram nenhuma intervenção. Também não se manifestou nenhum representante do ex-gestor, que também não compareceu à audiência.
Para abertura dos trabalhos, foi formada a mesa com algumas autoridades, dentre elas, Vereador Raimundo Brandão (Presidente da Câmara Municipal), Contador Otaciano Lopes, Advogado da PREVCRUZ, Presidente do Sindicato dos Servidores do Municipio – SINDSEPCRUZ - Francisco Henrique da Conceição e o Prefeito José Audair (Adauto). Após o pronunciamento do Prefeito Adauto e de outros componentes, a mesa foi desfeita para que o Consultor Técnico Contábil do município Francisco Otaciano Lopes apresentasse o demonstrativo contábil do município.
Houve muitos questionamentos feitos pelos vereadores Lindomar Brandão, Geraldo Santos e Francisco Sousa, além dos funcionários públicos Médico Dr. Neto, Professora Valda, professor Manoel Aldair e outros sobre receitas e despesas realizadas pela administração passada.
Foram discutidas as causas do não pagamento dos salários dos servidores municipais referente ao mês de dezembro, cuja divida é da ordem de R$ 1.200.000,00.
clip_image006Segundo o contador do Município, Otaciano, um dos motivos que levou ao não pagamento dos vencimentos dos servidores foi a demora no repasse da prestação de contas por parte da gestão passada para a atual. Informou que cada rubrica é vinculada a uma determinada ordem de pagamento.





Prefeito Adauto
O Prefeito Adauto assumiu o compromisso de pagar os salários atrasados referente a administração passada, mas de forma parcelada por causa da falta de condições financeira do município, mas acredita que em um período de seis a doze meses os débitos serão quitados. Informou ainda que os funcionários que estavam em debito com as prestações dos empréstimos consignados, a prefeitura havia quitado as parcelas para que os funcionários não tivessem seus nomes incluídos na listra negra do SPC.
Haverá uma reunião entre os vereadores, Ministério Publico e o Presidente do SINDSEPCRUZ para fechamento de um acordo sobre a forma de pagamento dos salários em atraso.
Dr. Lima

Nenhum comentário: